In funn’o mare Lyrics Pt

In funn’o mare

 

M’assicuti e ‘un m’assicuti cchiù

Stai facennu tutti cosi tu

In menz’a via mi fermu un attimu

E chianciu ‘u mare ma ‘sti lacrimi ‘i cu su’?

 

M’assicuti, m’assicutate in due

A tia ti viu; l’avutru, chi sugnu ju?

In menz’a via m’ammucciu un attimu

E chianciu ‘u mare

Ma ‘sti lacrimi ‘un s’asciucanu mai

 

E m’insonnu di vulari

In menzu ai stiddi

I stiddi russi in funn’o mare

E m’insonnu di natari

‘Un fussi bellu

Rispirari in funn’o mare?

 

M’assicuti e ju assicutu a tia

N’o disertu r’a me’ lagnusìa

S’allaga ‘a via e t’allaghi puru tu

Ma ‘u chianciu ju ‘stu mare

‘Sti lacrimi su’ i mia

E chianciu p’anniari

Ca ‘sti lacrimi ‘un asciucanu mai

Annìu e m’addurmisciu ju

Scinnu a funnu

Scinnu a chiummu in funn’o mare

E cu’ l’occhi vuoti, chini ‘i sale

Viu ‘u cielu

Mi pare un mare in cap’o mare

 

Annìu e ‘un mi svegliare mai

Si mi curcu

A panz’all’aria in funn’o mare

E tutti l’armi fannu un carnevale

E mi invitanu a cantare

 

Vogghiu mo riri accussì…

In funn’o mare

 

Me segue, não me segue mais

Tudo, tudo é você quem faz

No meio da rua eu paro um momento

E choro um mar, mas essas lágrimas de quem são?!

 

Me seguem, e agora me seguem dois

Você… Te vejo, e o outro serei eu?!

No meio da rua me escondo um momento

E choro um mar

Por que essas lágrimas não se secam mais?!

 

Em um sonho estou voando

Entre as estrelas

Estrelas rubras no fundo do mar

Em um sonho estou nadando

Não seria lindo,

respirar no fundo do mar?

 

Você me segue e eu sigo você

No deserto da minha apatia

A rua se inunda, e te inunda também

Num pranto eu choro um mar

Essas lágrimas são minhas

Choro pra me afogar

Porque essas lágrimas não se secam mais

Eu me afogo e adormeço

Desço ao fundo

Como chumbo, no fundo do mar

E com os olhos vazios, cheios de sal

Eu vejo o céu

Me parece um mar sobre o mar

 

Me afogo, e não me desperte mais

Se me deito

De barriga pra cima no fundo do mar

Todas as almas fazem um carnaval

E me convidam a cantar

 

Eu quero morrer assim …